quarta-feira, 9 de março de 2016

Resenhando: ''Mausoléu'', autor Duda Falcão

Olá grandes amigos e fãs das criações de terror e aparições fantasmagóricas, O anfitrião agora lhes convida a entrarem no ''Mausoléu'' de Duda Falcão e conhecerem inúmeras criaturas dos infernos e diversos rituais macabros ditados todos em um livro com 36 contos sinistros e arrepiantes onde o pavor e o suor lhes acompanha durante o processo de leitura. Neste momento, vapores brotam do solo. Esqueletos começam a se materializar das matérias gasosas. E como num filme de horror, tudo acontece muito rápido. Em desespero, todos observam O anfitrião fechar a porta do Mausoléu enquanto olha vocês folhearem esta obra sepulcral tendo visões infernais e pesadelos eternos... 


Título: Mausoléu
Autor: Duda Falcão
Publicação: 2013
Editora: Argonautas
Gênero: Terror
Páginas: 336


Sinopse: O Anfitrião apresenta Mausoléu de Duda Falcão: “Seja bem-vindo, leitor incauto! Eu sou O Anfitrião! Fico muito contente que você tenha chegado até aqui para conhecer a arquitetura do my master! Nesta obra sepulcral sua ótica humana será ofuscada por visões grotescas. Folheie as próximas páginas… Abra a porta e entre na cripta dos insanos. Durma na pedra fria do Mausoléu e tenha pesadelos eternos, he, he, he, he”. 336 páginas de horror com bruxas, zumbis, lobisomens, vampiros, fantasmas, alienígenas e monstros bizarros!!! Prefácio de Cesar Silva. Histórias de horror e aventuras extraordinárias! CÓDIGO INVISÍVEL, LEO26NT. Não Vale Nada!


O livro ''Mausoléu'' do autor Duda Falcão pode ser considerado uma boa enciclopédia de narrativas de terror. Observando a definição de enciclopédia: obra que reúne todos os conhecimentos humanos ou apenas um domínio deles e os expõe de maneira ordenada, metódica, seguindo um critério de apresentação alfabético ou temático, se conclui muito bem que Duda realmente expôs os seus conhecimentos sobre o tema terror/horror de maneira criteriosa apresentando para os leitores, contos de excelência terrível e demonstrando toda a sua habilidade, inteligência, domínio do gênero e genialidade. Sim, é preciso afirmar logo de cara que o autor é um gênio. Ele domina perfeitamente o psicológico e o sobrenatural, mescla de forma grandiosa as linguagens como se fizesse parte do mundo das sombras e utilizasse de suas visões e percepções para impulsionar os demais humanos.

Uma verdadeira enciclopédia de narrativas de terror.

A escrita, reproduzida de forma simples, dá a certeza ao leitor de que a leitura será feita de forma rápida e de que será muito bem entendida. É sensacional. Os elementos que Duda joga nas histórias causam sensações mistas; às vezes horror, às vezes náuseas, às vezes confusão mental, às vezes ânsias. É certo que aquele que aprecia o tema não se sentirá em momento algum fora do cenário fúnebre. ''Mausoléu'' é uma ferramenta sinistra que estimula as noções lúgubres em leitores principiantes e inebria os mais experientes, que bestificados com tamanha grandeza da obra se tornam mudos e preferem apenas sentir os calafrios em vez de tentar descrevê-los. Às vezes, tudo parece tão normal e suficiente até que, de repente, o toque de genialismo horripilante transmuta o sentido da história tornando-a ainda mais sombrosa. 

Duda Falcão não deixa nada a desejar se comparado aos grandes mestres do gênero. Ele faz referências a Edgar Allan Poe, Mary Shelley, John Polidori em alguns contos, denotando a sua admiração pelos autores.

No conto ''Relíquia'', o gato preto Pluto me fez recordar outros tantos gatos diabólicos, inclusive, vistos por mim várias vezes durante cenas de horror vividas em minha existência. O autor consegue arrancar essas recordações e sentimentos com a sua narrativa. Ele parecia viver cada momento de seus contos! Em ''Desfile'', um dos meus preferidos, o horror se concentrou em meus olhos, trêmulos, em minha mente, perturbada e em meu corpo, que inquieto denunciou os arrepios que as aberrações do circo causaram em mim. Foi um acontecimento fantástico e terrificante. O ''Desfile'' foi narrado de uma forma real e assombrosa que desencadeou em mim a sensação de medo a cada parágrafo. Senti que parte de mim era levada a força pelas aberrações e me sinto ainda preso em seus horrores noturnos. Sem sombra de dúvida, este foi um dos contos que mais me causaram pânico e arrepio no corpo, na alma e na mente. 
''Eu senti calafrios ao ler alguns dos contos em ''Mausoléu''.''
''Duas criaturas semelhantes a homens, altos e fortes, despidos e desprovidos de sexo, empunhavam uma faixa branca com letras vermelhas e garrafais: LE MONDE BIZARRE de MONSIEUR SERGE TISSOT... O último veículo... vinha puxado por quatro mulas sem cabeça. Os quadrúpedes, acima do pescoço, possuíam apenas um fogaréu intenso esvaindo-se de um enorme buraco. ''

As mensagens em ''Mausoléu'' são obscuras e horrendas, onde o anfitrião em noites tenebrosas se diverte ao ver o desespero de seres comuns envoltos a bruxarias, rituais, sangue, podridão, espíritos famintos, mortes, entre outros tantos quesitos da academia do medo. Serve, na verdade, para estimular o campo vasto de sensações e imaginação que o ser humano pode sentir e ter. Duda vaga desde os tempos mais precedentes aos derradeiros dias, comunicando entre uma sombra maligna e outra, fatos históricos sobre artefatos valiosos, lugares sagrados, lendas locais, rituais e magias e templos e lugares pagãos, deixando a obra ainda mais completa, reafirmando a excelência literária do terror.

''Nos aproximamos da pirâmide, em sua base havia uma porta com outras inscrições cuneiformes. O professor fascinado começou a passar o indicador nelas como se pudesse lê-las... pudemos escutar um barulho agudo e intenso, como se gonzos tivessem sido destrancados (...) Mesmo o professor... entendeu que deveríamos partir daquele lugar e guardar a chave que poderia libertar a prole de Lilith (...).''

Assassinatos e atos psicopatas também fazem parte da enciclopédia ''Mausoléu'', No conto ''Teoria Prática'' um jovem assassino demonstra sua frieza e peculiaridades nas práticas assassinas. 

''Aconteceu, numa noite gelada de inverno, seu primeiro ato ou prática de estudo como costumavam nomear. Resolveu passear no bairro boêmio da cidade... Começou a assassinar prostitutas, afinal se tratava de um fã de Jack, o Estripador. Foram três vítimas somente no primeiro ano... Ele gostava de deixar as moças sem as unhas dos pés e das mãos.'' 

A capa do livro é formidável. As ilustrações são fantásticas. A diagramação escolhida pela Argonautas Editora é simplesmente perfeita. Os detalhes nas páginas deixam a obra com o ar sombroso que ela representa. Os contos nem sempre terminam de forma arrepiante, mas Duda arrasa, agora sou mais um a entrar para o seu fã clube. Muitos contos levam o leitor a questionamentos racionais que se defrontam com a sensação do medo. Me envolvi na história de forma fácil. Meu conto preferido é o que intitula o livro. ''Mausoléu'' - (o conto), desponta terror, e carrega o ar do sobrenatural, fez-me sentir ao verdadeiramente ao lado de espíritos. Eu adorei! Outros que entram para a lista de favoritos são ''Relíquia'', ''A pena do corvo'', ''Desfile'', ''Réu'' e ''Máscaras''.
A diagramação é perfeita. Os detalhes impressionam.

Os fãs de terror certamente definirão o livro como um dos melhores do gênero. Que os espíritos das sombras no ''Mausoléu'' destaquem esta obra sepulcral com 5 estrelas. Terríveis contos que demonstram a vida dos seres das profundezas e daqueles que por aqui os permitem a convivência, agindo de forma tão semelhante às suas criaturas adoradas. Parabéns ao Duda Falcão pela obra, sem dúvida merece o prestígio de todos os fãs e leitores. Muito respeito com esse cara, ele tem conhecimentos elevados sobre o mundo da escuridão.



E então, o que vocês acharam, amigos? Se arriscam a sentir o frio do ''Mausoléu''? Fiquem a vontade, o anfitrião lhes receberá muito bem. He, he, he, he...

''É hora de voltar para suas tocas debaixo da terra maculada. Retornem para cá amanhã, meus filhos, meus herdeiros. Enquanto tiver forças, não me cansarei de lhes contar memórias.''

Agradecimentos ao autor pela dedicatória e autógrafo.

Aguardo a opinião de vocês. Já leram o livro? O que acharam? Conte para mim.

Saiba mais sobra a Argonautas Editora, acesse

Este livro também entra no Projeto Nacional 2016 do #ML, OS NACIONAIS MERECEM PRESTÍGIO, uma iniciativa em prol da leitura e divulgação dos livros de autores brasileiros.



Comente com o Facebook:

8 comentários:

  1. Parabéns!!!! Meu amigo!!! Adorei sua resenha.Super Show!!! Tive calafrios ao lê-la!!!
    Formidável!!! A resenha também merece cinco estrelas!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Fernando, suas palavras me deixam Alegre. Obrigado por indicar-me ao Duda. Foi um privilégio ler essa obra tão fantástica.
      Abraços!!!

      Excluir
  2. Cara, amo livros de terror e suspense! Esse livro parece otimo, adorei a resenha Léo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu erica , a obra é show,recomendo.
      Beijos.

      Excluir
  3. Léo, indicações só revelam a pessoa. Mas o que garante a aceitação do indicado é o talento do próprio. E você, sem sombras dúvidas, é a pessoa mais talentosa que eu conheço. Eu te indico para Deus e o mundo. E quando você tiver seu talento reconhecido, nem vai precisar de indicação. Pessoas irão ao seu encontro. O seu sucesso já é garantido!!!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Ual livro horripilante e medonho dá medo.
    Resenha perfeita. Parabéns!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Livro excelente, Luh. Recomendo.

      Obrigado. Beijos.

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd