quinta-feira, 12 de maio de 2016

[Resenha] "O Castelo Mágico da Princesa Melinda", autora parceira Nádia Nóbrega


Título: O CASTELO MÁGICO DA PRINCESA MELINDA
Autor: Nádia Ferreira
Publicação: 2016
Editora: Chiado
Gênero: Infanto Juvenil
Páginas: 62


Sinopse: O reino mágico da princesa Melinda vive dias muito agitados.  A  princesa está a chegar ao final do seu reinado e, por isso, precisa de  encontrar, urgentemente, uma nova sucessora. Porém, a futura princesa, que tem, tal como Melinda, um dom único, anda desaparecida, o tempo está a esgotar-se e a sobrevivência dos seres misteriosos que vivem no castelo, longe dos olhares do mundo, está em risco. Conseguirá Melinda salvá-los?


Hoje é dia de mais uma resenha de autor parceiro aqui no Marcas Literárias. Quero agradecer aos amigos parceiros que sempre confiam seus livros a mim para que através do #ML eles sejam carinhosamente analisados com muita sinceridade e divulgados para os demais amigos como fontes de obtenção de conhecimentos ou até mesmo entretenimento, elemento que às vezes também é muito importante para o ser humano.

Esta semana recebi um livro que estava muito ansioso para ler desde que tive a primeira conversa com a autora Nádia Nóbrega através do Facebook. Ela, fraterna e solícita, demonstrou muita confiança e alegria em enviar a sua obra para compor o acervo do Marcas Literárias. ''O Castelo Mágico da Princesa Melinda'' foi publicado pela Chiado Editora em janeiro deste ano [2016] e, tornou-se o primeiro romance infanto juvenil da autora. É uma belezura de obra que cativa pelo encanto encontrado nas palavras, escritas e conduzidas em uma atmosfera de brilho e leveza. Acredito que o público de todas as idades vai adorar este curto romance narrado por Lucas, um investigador esperto e destemido que apaixona-se por Melinda, belíssima princesa que precisa cumprir alguns intentos a fim de amparar seus amigos e personalidades diferentes e tão misteriosas de seu castelo.

Convido todos a lerem uma perspectiva sobre esse livro que tanto aguardei. A Chiado está de parabéns novamente por publicar mais uma interessante e admirável obra, belo fruto do talento de Nádia Nóbrega em companhia de sua brilhante imaginação e intelecção.


A leitura me satisfez. Estou em estado mágico!


Quando eu era criança, adorava imaginar-me dentro de castelos mágicos repletos de labirintos e passagens secretas que me deixassem cara a cara com descobertas ou com perigosas criaturas desconhecidas. Nessa época, fantasiar era fácil demais. Eu fechava os olhos e, de repente, já estava dentro do ambiente propício para a minha mega aventura. Havia bruxas, fadas, magos, um povo para libertar, reinos para se explorar e muitas outras curiosidades a se descobrir. Narrando esses fatos, é possível logo imaginar a linda figura gravada na capa do livro ''O Castelo Mágico da Princesa Melinda'' que, sem dúvida, convida o individuo à leitura e o incomoda de maneira catita, desadormecendo em si, desejos de aventura e descobrimentos. Aqui, no conto apaixonante de estreia da autora, encontrei alguns traços distintos daquilo que imaginei quando tinha apenas a leitura visual da capa. Entendi que, a figura ilustra exatamente aquilo que pensei quando li a palavra CASTELO no título do opúsculo. Esta palavra certamente remete muitas pessoas para uma interpretação um tanto sombria sobre o recinto. Claro, há como lembrar também de príncipes e princesas, reis, rainhas, súditos e muito mistério entre as suas elevadas paredes. Mas aqui, no livro de Nádia, não há uma história sombria, com bichos horrendos e perturbadores e uma bruxa para destruir os planos de Melinda. Trata-se de um entrecho bonito, indissolúvel e inteligente em que o valor dos sonhos, dos objetivos e da dedicação preenche o núcleo do romance. Estou encantado com a imponência dessa princesa e com a harmonia encontrada nas poucas páginas do impresso. Ao entrar por esse castelo mágico que se tornou um recinto pelo qual farei questão de voltar várias vezes, fiquei fascinado. O único castelo que eu conhecera até então tinha sido o da minha infância, ou melhor, a casa dos meus pais. Este, porém, era um castelo a sério e com uma princesa a sério. Estou, ainda, deslumbrado.

A escrita de Nádia Nóbrega é leve e direta. O momento de leitura torna-se muito afável. Suas palavras se encaixam perfeitamente uma nas outras como se um quebra-cabeça estivesse, no decorrer do romance, sendo montado gradualmente sem dificuldade alguma. Não há rodeios ou exibicionismo e nota-se uma enorme habilidade para cativar o leitor. Os jovens certamente se sentirão muito atraídos tanto pelo romance quanto pela forma de escrita cheia de ternura da autora. 


A diagramação é muito bela. O tamanho das letras é bom e uma leitura muito tranquila é garantida.

O ambiente agradável envolve eminentemente todos os elementos e proporciona uma leitura muito agradável e fluente, sem complicações para se compreender a história. Os personagens, conquistadores, unidos e de excelentes condutas, passeiam pelo fantástico conto em busca do alcance de seus propósitos. Eles não são personagens infantis e embora não tenha sido dada nenhuma informação sobre idades, acredito que sejam jovens pessoas arremessadas ao ambiente da fantasia misteriosa. Mas o romance não se desenvolve de forma forçada, embora as poucas páginas possam levar o leitor a imaginar isso, antes mesmo de sua leitura.

O fundamento do enredo é apropriado também para possíveis adaptações animadas no cinema. Quem aí não gostaria de ver a bela princesa Melinda em busca de sua substituta para o reino em seu castelo mágico que exibia uma grande fonte oval em seu centro onde criaturinhas esquisitas se escondem e aparecem na história com pouco tempo de leitura, deixando-a ainda melhor?


''Subitamente, ouvi um grito estridente vindo do interior da sala e, como reciei que a princesa estivesse em perigo, abri a porta para ir socorrê-la. Nem queria acreditar no que acabava de ver! A princesa estava a pentear uma menina com orelhas e cauda de burro que, assim que me viu, fugiu a correr, escondendo-se atrás de uma casinha de bonecas que havia no canto da sala [...] O crocodilo é o Jonas, tem patas de crocodilo e corpo de elefante. O Vólli é um golfinho com asas de anjo e a Fadeia é uma fada-madrinha com corpo de sereia. Também vivem no lago, mas são um pouco mais envergonhados do que os outros.''

Com relação aos diálogos transcritos em ''O Castelo Mágico da Princesa Melinda'', são aprimorados e coerentes. Na sequência, é possível ainda ler alguns trechos bem bonitos e reflexivos e outros que embate o fantástico e mostra a dura realidade da solidão e do abandono.


''[...] Saímos os três de carro e seguimos a pé até o centro, onde vimos, de facto, alguns mendigos no largo, estendendo a mão às pessoas que por lá passavam apressadas. Estavam todos com roupas esfarrapadas e tinham aquele olhar triste de todos os mendigos, porque sabiam que não eram desejados ali, mas lutavam pela sua sobrevivência. Quantas histórias de vida tristes se cruzavam naquele largo, histórias que ficavam por contar, porque ninguém estava disposto a ouvi-las.''

Há um enfoque muito interessante na obra condizente a riqueza e a pobreza retratada pelo mundo dos príncipes e princesas. Melinda era princesa mas não se fez prepotente e arrogante por sua riqueza em nenhum momento da história. É tão humana e simples quanto muitos seres desprivilegiados financeiramente. A colocação do caráter a frente do status econômico é, decerto, uma bela lição passada através do livro. 


A Chiado Editora arrasou no projeto gráfico.

Eu adorei a forma como o enredo se desenvolveu. A perspectiva do conto é encantadora e, embora não seja tão surpreendente, prende o leitor e conquista com facilidade. É uma pena que a história tenha acabado tão vertiginosamente. O final, apesar de bonito, já era esperado, os acontecimentos levariam mesmo o romance para o ponto que Nádia Nóbrega narrou no desfecho. Mas isso não é ruim, não desmontou a beleza da história no castelo mágico da princesa Melinda. Eu classifico com 5 estrelas e parabenizo a autora pela ótima e respeitável obra infanto juvenil.




''[...] Recordamos sempre com saudade a infância maravilhosa que tivemos. Sim, éramos pobres e nunca tivemos tudo o que gostaríamos de ter tido naquela altura, mas tivemos outro tipo de riqueza que nos tem ajudado muito ao longo dos anos. Os meus pais sempre nos ensinaram a respeitar e a ajudar o próximo, a lutar pelos nossos sonhos e a sermos educados com toda a gente [...] Acredito mesmo que, mais tarde ou mais cedo, todas as pessoas são recompensadas, se respeitarem e valorizarem os outros e forem educadas com eles, tal como fui recompensado.''

Então é isso pessoal, o que acharam do livro da Nádia Nóbrega, hein? Estou muito feliz com mais essa leitura e quero novamente agradecer a autora pelo envio da obra ao #ML. Fico no aguardo de mais livros dessa talentosa escritora.

Comentem, deixem suas opiniões sobre o livro ''O Castelo Mágico da Princesa Melinda'' e vamos que vamos pois há muitas coisas boas ainda pela frente.

Um forte abraço a vocês, valeu!


Comente com o Facebook:

8 comentários:

  1. Parabéns pela resenha Leonardo! O livro é realmente mágico. Abs!

    ResponderExcluir
  2. Olá :) Eu já a li e não tenho palavras! É sempre bom ver o nosso trabalho reconhecido e um muito obrigada por esse carinho, palavras e simpatia. Ainda bem que gostou e eu também tenho a agradecer por essa simpatia e forma como tratou do meu livro! Eu é que estou deslumbrada por estas palavras!!! ;) Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Blog está sempre a sua disposição para querida autora. Parabéns, o livro é lindo e bem estruturado. Fico feliz que tenha gostado da análise.

      :)

      Excluir
  3. E além do mais obrigada pelos comentários, e divulgem, por favor e para quem já leu ou quer ler, espero que tenham gostado/que goste da leitura! :) Beijo :*

    ResponderExcluir
  4. Passando mais uma vez para mais um momento prazeroso, e aumentar minha lista de livros desejados. Posso está com um problema seríssimo, pois cada resenha sua que leio, já quero o livro pra mim. Esse livro realmente entrou para a minha lista e devo dizer o por que : O livro apesar de ser sobre Príncipes e princesas, nos traz uma reflexão interessante e de um olhar diferente das costumeiras que lemos por aí, pois traz um dos mais importante tema em foco a “Educação”, ou por que não dizer o maior ? Educação esta dada pelos nossos pais, essa que ninguém nos tira, e nem escola nos dar, que faz de nós seres mortais, um agente modificador e transformador da sociedade, seres que vê que enxerga, que sente, e que acima de tudo estende a mão para ajudar o outro diferenciando-nos dos animais. Parabéns a autora pelo belíssimo livro, trazendo temas tão importantes para vida. Resenha encantadora. Parabéns!!

    ResponderExcluir
  5. :7 :7 :7 :7

    Obrigado mais uma vez por sua presença. O tema é lindo e a autora soube mesmo conduzir a história de maneira muito tranquila e simpática. Eu recomendo a vocês, comprem, comprem! Haha.

    Beijos querida. Valeu!!!

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd