domingo, 26 de junho de 2016

[Resenha] ''Mistério na Casa da Rua Severin, volume 2'', de Leonardo Otaciano


Título: Mistério na Casa da Rua Severin
Subtítulo: O Retorno ao Solo Maldito
Autor: Leonardo Otaciano
Publicação: 2016
Editora: Agbook / Clube de Autores
Gênero: Suspense juvenil
Páginas: 174


Sinopse: Acompanhamos na obra anterior a caminhada de Érico Hurz em busca de respostas sobre os assassinatos dos membros de uma família de origem polonesa, moradores do município de Caçador, Santa Catarina, desde a década de 70. Ao fim do enredo e iniciando este segundo volume, Érico e Brendon recebem novos chamados estranhos e persistem em ignorá-los por alguns anos, porém, Brendon, se achando sufocado por terríveis pesadelos, resolve creditar os avisos e instiga o irmão para que retornem ao temível cenário do assassinatos. Atos macabros acontecem na localidade e os jovens novamente participam efetivamente dos acontecimentos. ''Até quando és capaz de fugir do maligno?''.

————————

Ao iniciar a leitura do livro, nota-se que os irmãos já não são os mesmo de antes, eles cresceram, não somente na estatura e idade, porém também na maturidade. Ao retornarem ao solo maldito de Caçador, o que aguardava os rapazes? Vamos a análise dessa obra de Leonardo Otaciano intitulada de ''Retorno ao Solo Maldito''. Vou começar falando dos personagens da obra:

Helena Schafer, Angelita Cegan, mulheres ousadas e bastante sagazes, ambas têm um papel importante na trama. Érico Hurz, personagem central da obra de temperamento sossegado e tranquilo, muito observador e um ser inteligente, dentre os personagens ele é o meu preferido. Brendon, o seu fiel companheiro de aventuras tenebrosas em busca do desconhecido e aterrorizante mundo sobrenatural é um personagem muito marcante, talvez até mais do que o próprio Érico. Os outros personagens secundários da história são todos bem caracterizados e elaborados de forma impecável pelo autor. 

Ao chegarem novamente ao solo maldito, os rapazes conhecem novos moradores do local, e a partir daí, se aventuram em busca do que realmente está por detrás de toda a maldição que cerca a família Severiin. Conseguirão Érico Hurz e Brendon Retten o que tanto procuram? Isso é uma pergunta que somente quem o ler saberá a resposta. 

Falando sobre a leitura do livro:

A leitura do livro é muito fluida e em nenhum momento ela se torna cansativa, pelo contrário, por ser narrado em 1ª pessoa a leitura é muito prazerosa e o leitor sente como se estivesse na própria história. O assunto principal, eu diria, o alicerce desse segundo volume é o satanismo, os rapazes vão à procura de evidências, pistas para encontrar a matriz causadora de todo o mal existente naquela região de Caçador. O enredo é tão bem construído que mesmo havendo outras subtramas dentro da estória elas vão se encaixando perfeitamente e quando o leitor se dá conta, o mesmo raciocina: ''Não esperava que fosse ser assim.''


Slide com fotos do livro ''Mistério na Casa da Rua Severin, volume 2''

Como o autor conseguiu criar e entrelaçar tantos pontos numa obra que beira a perfeição? Quando lerem, saberão perfeitamente o que estou falando. Sem mais delongas e enrolação, digo que o autor deve ser um gênio e mesmo se não for, digo que ele é muito competente naquilo que faz. 

Descreverei agora, algo que me chamou a atenção, no livro existem muitos personagens, o que torna a obra mais completa, porém o que acontece nesse opúsculo é que os personagens do livro se completam entre si. Existem muitos livros onde são inseridos personagens apenas para encher folhas, não agregando nada na obra, não é o caso deste aqui. Acredito firmemente que, se tirassem um personagem dessa obra, a mesma não seria como é. São poucos os livros que me causam essa impressão, e se isso ocorre é porque a obra está mais que perfeita. Há uma sincronicidade impressionante na trama, é como o Universo onde tudo está onde deve estar, sem tirar ou por. A escrita que o autor utilizou aqui é um misto de objetividade e detalhismo, ele sabe mesclar com maestria os momentos certos, onde deveria ser objetivo e onde ser detalhista. É formidável. 

Meu quote favorito:

'' 'Um primo que se tornou irmão', seria o certo a se dizer, provavelmente, mas escolhi uma coisa só pra não complicar demais.''
Pág. 75

Finalização:

Seguindo a mesma linha de seu antecessor, a capa e diagramação da obra estão magníficas. O interessante e um ponto a se dizer é que existem muitas gírias e o vocabulário usado é típico da região, tornando o livro bem autêntico o aproximando da realidade, eu gostei muito da ideia do autor. Pra finalizar a minha análise, peço que leiam a obra pois eu já li todos os livros do Leonardo Otaciano, e na minha visão às vezes crítica e exigente ao extremo a Trilogia Severin é a melhor obra dele. A obra supera o seu antecessor, é tão surpreendente e magistral como o primeiro volume, porém garanto-lhes que a genialidade e brilhantismo encontrada nas páginas de ''A História dos Desconhecidos'', você encontrará nesse aqui que é a continuação. Ansioso pelo encerramento dessa saga de suspense e terror. Diante disso, a obra e indiscutivelmente e imensuravelmente uma obra-prima da literatura nacional, Recomendadíssimo.


Obra-prima


Espero que tenham gostado da resenha. 

Forte abraço a todos.


Nota: A partir de hoje, todos os livros nacionais aqui do blog Marcas Literárias ganharão um selo exclusivo, substituto do antigo ''Os Nacionais Merecem Prestígio'', que esteve na grade do blog até o início de junho. Idealizado pelo autor e colunista do #ML, eis que surge o Selo LeioBrasil. Nos próximos dias, aqui no Marcas Literárias, mais informações à respeito.



Comente com o Facebook:

8 comentários:

  1. Uau! Que fantástico cara!

    ''Diante disso, a obra é indiscutivelmente e imensuravelmente uma obra-prima da literatura nacional''... Nossa, fico muito contente que tenha gostado tanto assim do livro. Tenho a dizer que você abriu com chave de ouro e de forma épica as portas de uma sequência de outras resenhas deste volume que certamente virá. Foi a primeira resenha de ''O Retorno ao Solo Maldito'', valeu, valeu mesmo.

    Interessante, você decifrou o livro por completo. Se importou em frisar que além do tema principal, há outros focos também, mencionou a cumplicidade entre os personagens e os seus desenvolvimentos, além de, como sempre, ser objetivo e convincente.

    Agradeço, essa resenha será épica!

    Abraços, e que venha o 3.

    ResponderExcluir
  2. Grato pelas palavras Leonardo! O livro me agradou por completo, tem de ser muito bem divulgado para alcançar muitos leitores. Essa obra prima está perfeita, a magnitude e complexidade do opúsculo é impressionante. Confesso que me deu aquele frio na barriga ao resenhá-lo. Porém se agradou o autor da obra, certeza de que a fiz bem feita. Parabéns mano, e espero ansiosamente o fechamento da trilogia. Forte abraço!

    ResponderExcluir
  3. Luciano, meu amigo!
    Quero parabenizá-lo pela resenha espetacular. Essa foi a melhor de todas, afinal reuniu dois grandes talentos.
    Nela encontramos um escritor de mão cheia e um resenhista inteligentíssimo.
    Continue assim, meu amigo. Eu de admiro demais.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Obrigado Fernando! Um elogio teu é muito bom, verdade o escritor tem talento de sobra. Tu és muito inteligente, afinal és um filósofo, forte abraço meu amigo.

    ResponderExcluir
  5. Que resenha show! De fato Luciano, a obra do Leonardo é “INDISCUTIVELMENTE E IMENSURAVELMENTE UMA OBRA-PRIMA DA LITERATURA NACIONAL.” Ainda não li esse livro, mas diante de tua impressão não tenho duvidas. Muito bom saber que os meninos no livro I, viraram homens no livro II. Adorei!
    Penso que o autor escreve com maestria sim... Possui uma singularidade e particularidade na escrita, com isso, eis o nosso encantamento pelo autor, pois este sabe muito bem emocionar, despertando em nós uma gama de emoções .
    Você resenhou de forma espetacular, nos aguçando o desejo em ler o livro, e esse é o objetivo. Gosto da forma que você divide o texto, dar o ponta pé inicial desenvolve o corpo e finaliza com charme e mestria. Parabéns moço!

    ResponderExcluir
  6. Olá Geane! Muito obrigado pelo teus elogios,sim o livro do Leonardo é sem dúvida uma obra prima. Quando puder leia-o, tu vais amar a leitura. Forte abraço!

    ResponderExcluir
  7. Aiiiiiiiiiiiii meu peito. Cara, eu só li o primeiro livro. (li em menos de 24h). É sinceramente uma obra sensacional, com um terror que apesar de ser leve, deixa o leitor agoniado, aflito. Como eu costumo dizer, o livro é muito bem temperado, pois quando ta no apogeu do capítulo, o Léo vai e encerrar, fazendo seus leitores obrigatoriamente leiam o próximo capítulo para saber o que é.

    Parabéns por mais esta obra. Sucesso.

    ResponderExcluir
  8. Grato amigo! Quando puder leia-o, o volume 2 tá ainda melhor. Forte abraço!

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd