quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Bem-estar

Porque nós, no geral, temos a visão errônea de que a pessoa que fora abandonada em um relacionamento é tida como a coitada, o que sofre mais, ou até mesmo a única que sofre com o término de uma relação. E a pessoa que terminou, a pessoa que desfez a conexão íntima com juras de amor eterno, e tudo o mais, essa pessoa não sofre? Por quê? Ela não possui sentimentos, é uma pessoa fria, é uma pessoa que não possui coração, essa pessoa não está preparada para viver o amor em sua plenitude? O que eu vejo é que, na maioria das vezes  quem termina um relacionamento, só o fez pelo simples motivo de ser, digamos um pouco mais racional, não que a outra pessoa não seja; no entanto  é o que acontece na maioria das vezes. Ou talvez a pessoa que terminou não seja tão otimista quanto o outro, ou até mesmo não estava disposto a arriscar tanto quanto o outro. E os motivos são inúmeros, talvez medo, insegurança, baixa autoestima, e por aí vai. Eu poderia ficar aqui escrevendo várias razões, entretanto não é necessário. A verdade é que todos nós, sem exceção, temos um motivo para não levarmos um relacionamento à diante. Machuca, é verdade. Dói pra caralho, é verdade, porém a vida continua. Não é mesmo!? E o que cada um vai fazer com a própria vida, não cabe a mim, e nem ninguém dizer. Cada um sabe o que é melhor para si, desde que a pessoa não desista do amor. Esse motivo sim é de abdicar de uma vida, que muitas das vezes é dura e cruel. No entanto nunca se esqueça, a vida também é bela. Saiba que a pessoa que rompe um relacionamento também sofre. E como sofre...



Não é porque a pessoa terminou um relacionamento, muitas vezes duradouro ou não, a mesma não possua sentimentos. Vá por mim, ela tem, afinal é um Ser humano igual ao outro. O término de um relacionamento se dá por um sentimento, ou motivo fortuito, que, ou não foi culpa de ninguém, talvez até seja. Mas aí eu te pergunto. Vale mesmo a pena remoer e encontrar culpados, na verdade isso acabará por arranhar a relação em definitivo, levando o relacionamento ao término. A relação à dois não aguenta, e alguém termina. Saiba que a pessoa que terminou não sofre menos por isso. Às vezes ocorre o oposto, a pessoa acaba sofrendo mais que a outra; parece contraditório, mas não é. É a realidade, e como eu sempre digo, a realidade é cruel, dura como uma rocha, no entanto ela não mudará à sua vontade. A pessoa que é deixada não tem opção. Acabou. Voltar ou não, agora é única e exclusiva decisão da outra pessoa. Não há mais opção. Não há o que fazer. Se a pessoa que terminou quiser voltar, essa decisão cabe à ela, e não a pessoa deixada. Ficar indo atrás da outra, pedindo migalhas de uma pseudo felicidade, não resolverá a situação. Somente o fará pior. Aí a pessoa que terminou, logo se certificará que mesmo que ela sofra horrores, ela fizera a opção correta.

No fim das contas, se analisarmos friamente a situação, perceberemos que quem abandona uma relação, na maioria dos casos, sempre acabará sofrendo mais. Então vamos parar de pensar, que somente sofre quem é deixado em um relacionamento, porque na verdade não é. Precisamos parar de complicar tudo; afinal a vida por si só, já é bastante complicada, para complicarmos ainda mais. Não é verdade!?

É tão bom quando a pessoa facilita as coisas. De quem aponta os caminhos ao invés de propor emboscadas. Particularmente eu me sinto muito bem ao lado de pessoas, que vivem sem código, sem usar máscaras, que estão disponíveis sem exigir que você decifre nada. A vida em sua essência é pura, não tem malícia, não tem maldade. Devemos levar a vida igual a uma borboleta, que sem fazer esforço, bate as asas suavemente e, deixa o vento a levar. O que me faz feliz é leve e sutilmente agradável a mim mesmo e, mesmo que o tempo leve, continuará na minha essência. Porque por mais que os obstáculos que a vida nos impõe, e acredite ela imporá, nos desafiem, o que realmente permanece, costuma vir de quem não tem medo de tentar e ficar.

Se vivemos com medo da vida, simplesmente não vivemos, como devemos viver, ou seja, não podemos ter medo de viver, com medo de errar, porque é errando que se aprende. Ninguém nasce sabendo sobre a vida, sabendo o que deve ser feito, simplesmente aprendemos com a própria vida. A vida nos ensina, de fato ela nos trás alegria, no entanto nos trás tristeza. E assim, vamos vivendo e aprendendo, errando, acertando, alegrando, entristecendo e amando. Temos de saber distinguir com exatidão o fato de existir, do fato de viver. Pode parecer a mesma coisa, no entanto se refletires verás que há uma gritante diferença entre um e outro. Me parece que o Ser humano desaprendeu de viver, e vive somente para existir no planeta Terra.


Comente com o Facebook:

6 comentários:

  1. Você e sua exímia qualidade em falar sobre este assunto. Suas observações a respeito da vida e amor são realmente precisas! Muito bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo elogio e comentário Leonardo. Forte abraço!

      Excluir
  2. Olá, Luciano, to de volta viu? hahahahha

    Moço, sinceramente, estava precisando ler isso. Sabe aquela coisa que você está sentindo e ler uma coisa dessas, e tipo, chega no momento certo????? Bem isso...

    Valeu pelo texto, muito obrigado mesmo.


    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Olá, Gabriel! Que bom que o texto tenha lhe ajudado meu amigo. E valeu por deixar o seu comentário. Forte abraço!

      Excluir
  3. Oe' Tudo bem por ae?
    Seu texto foi como um chacoalhação em mim kkk Eu estou vivendo com medo de errar, em quase tudo, vida amorosa, nos estudos, religião, em casa na relação com minha familia. Sinto medo e insegurança em tudo que faço. Queria não errar... Sabe o que é pior? kkk Eu quase enlouqueço, Não consigo ter autocontrole - aquele que você fala pra sua cabeça "Não faça isso", e acaba fazendo sem querer...kkkk
    Suas palavras foram muito bonitas, escreveu de uma forma tão suave, um assunto sério. É como se em vez de estar lendo, ouvisse você falar comigo.
    Parabéns! Está maravilhoso ^-^
    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Oi! Na vida todos nós passamos por maus bocados, é impossível não passarmos por
      todas as turbulências que a vida nos impõe. Contudo sabemos que tudo passa, essa situação que você está vivenciando agora, é somente uma fase, logo está fase passará. Eu muitas vezes tive de passar por ela, e certamente com você não será diferente.
      Forte abraço!

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd