segunda-feira, 19 de setembro de 2016

A realidade de Ágata e as ''Mudanças de um Destino'' do autor Luciano Otaciano

Olá galera, tudo bem? Quem aí nunca se perguntou sobre o tal do destino, não é mesmo? E quem é que nesses questionamentos nunca se deparou com a tal dúvida sobre a existência do acaso?  No livro do artigo de hoje, a história de Ágata faz o leitor refletir e se envolver intensamente com A VIDA, mas não somente com a vida da protagonista e dos demais personagens, mas com a sua própria vida em si. O leitor se depara vendo a sua própria jornada nos passos de Ágata e de um núcleo de personalidades expressivas que descobrem de uma maneira comum que o drama e o acaso são companheiros inseparáveis da vida, quer queiramos ou não. Neste enredo acentuado onde os desfechos dessas figuras tão comuns se entrelaçam, acaba-se raciocinando o real sentido dos laços familiares, afetivos e sociais. As dificuldades, o sofrimento e todas as reviravoltas que o dito acaso lança sobre as personagens, implica fatores desfavoráveis e até mesmo favoráveis à medida em que as resoluções são reveladas. ''Mudanças de um Destino'', do instruído autor Luciano Otaciano, publicado através do Clube de Autores, é uma composição para tirar o fôlego dos amantes de romance.


Título: Mudanças de um Destino
Autor: Luciano Otaciano
Publicação: 2016
Gênero: Romance
Páginas: 147



Conheça outras obras do autor

Resenhas relacionadas:

Sinopse: Tudo o que Ágata queria era encontrar alguém com quem dividir a vida. Mas como encontrar o homem dos seus sonhos numa vida cheia de surpresas e reviravoltas? Embarque comigo nesse drama e romance sobre as experiências e atribulações de Ágata à procura de seu amor.

Sobre o autor: Nascido no Rio de Janeiro, lugar onde vive desde criança, Luciano Otaciano gosta de ouvir música e também de ler bastante sobre vários assuntos. É apaixonado por automobilismo. Sua primeira obra é intitulada ''Magia no Mundo da Fantasia", romance fantástico em estilo conto com vários elementos mágicos.


Ao iniciar a leitura, o leitor já percebe a precisão na escrita de Luciano Otaciano, que não utiliza manobras para defender seus personagens e momentos tentando transformá-los em pessoas e situações perfeitas. O livro é um representativo aprimorado da própria vida real, levando em consideração aspectos como o relacionamento, a vida amorosa, a vicissitude, a ausência e a imperfeição, modelo mais comum encontrado nos padrões da sociedade. Um núcleo de enredo desenvolvido no conceito de ideais de convivência familiar, amorosa e de padrões sociais. O livro retrata a beleza sem fachada dos infortúnios da vida, e os conflitos de relacionamentos, de um ponto de vista imparcial, precisamente realístico. O autor soube expressar seus sentimentos sobre a vida através de todas as pessoalidades expressivas que marcam ''Mudanças de um Destino''. 

Qualquer um dos personagens descortinados pelo autor poderia ser o protagonista do enredo pela simples razão de apresentarem a intensidade nas emoções e a realidade de suas vidas. Os atritos nos lares após certas escolhas que divergem opiniões e levantam muitos questionamentos e pontos de vista dissemelhantes, denotam para o leitor a verdadeira instabilidade no campo de vivência. Essa intensidade transmitida pelos personagens e seus eventos, bons ou ruins, é gritante ao ponto de tornar a leitura não apenas intuitiva e momentânea mas também sintomática, por exibir com facilidade as entranhas de famílias distintas da sociedade.

''[...] Era um alívio ver que todos se davam bem. Se não se consegue manter os familiares mais próximos reunidos, que esperança se pode ter de viver uma vida feliz? Eunice sempre acreditou que a família é o que há de mais importante para todos. Talvez por saber que era adotada, e por reconhecer a sorte de ter sido recebida por pais tão amorosos, ela desse mais valor a isso do que os outros, que podiam achar que isso era natural.''
Um livro para se ter na coleção.

Ágata, a protagonista, inicia sua jornada em busca de seus sonhos mas encontra pelo caminho as mudanças que o destino lhe reserva. A destemida personagem sofre diversas transformações ao decorrer do enredo mas, mesmo assim, passa para o leitor a proeza de manter-se ainda, fiel ao seu intelecto de vida. Vê-se os personagens crescendo — progredindo ou não — enquanto os anos se passam e as escolhas vão sendo feitas. Luciano Otaciano registra indiretamente uma estrutura peculiar em que o meio socioafetivo é defrontado a todo instante. Usitando a protagonista como ponto de observação, entende-se muito bem essas questões. Ágata é o modelo perfeito do fator 'mudança'. Ora triste, ora feliz. Ora completamente encantada com a vida, ora desesperadamente à procura de uma saída. Os elementos utilizados pelo autor em seu romance mostram ao leitor uma parcela significante da essência humana. Essa cadeia de sentimentos é reproduzida com naturalidade e capricho. O leitor compreende os personagens, concorda com suas ações ou mesmo se opõe a elas. Renunciar a leitura é impossível já que Luciano Otaciano combina o tom suave e romântico de sua escrita com uma pegada mais profunda, dramática e até mesmo reflexiva dos episódios.

Dentre os personagens pode-se destacar alguns que representam claramente aspectos importantes quanto as relações. Eunice, mãe da protagonista, pode ter sua figura elucidada como estabilidade emocional, por sempre tentar encontrar a melhor maneira para resolver as situações. Andrezinho, o filho de Ágata, reproduz o ícone da revolução, da mudança nos padrões familiares. Daniel, amigo íntimo de Ágata, desenha por várias vezes o retrato da desestimulação e decadência. E, a inesquecível Ágata, que por significado de seu próprio nome — boa; bondosa; peça semipreciosa caracterizada pela variedade de cores —, carrega para sua personalidade tais caraterísticas, mostrando-se um turbilhão de sentimentos, uma montanha-russa de emoções.

''Andrezinho cresceu em ritmo muito acelerado [...] Passava muito tempo com os amigos, e quase não ficava em casa, o que de certa forma deixava toda a família, às vezes, preocupada [...] Sempre foi superprotegido por sua família, sempre deram tudo que puderam dar, às vezes até o que não podiam. Apesar de aparentemente muito tímido e reservado Andrezinho se tornou um rapaz seguro de si mesmo, com sonhos e objetivos a realizar [...] era criativo, atencioso, animado e sensível.''

A agradável narrativa em 3ª pessoa é mais um dos pontos favoráveis do livro. Um fato bem interessante é que o narrador constantemente altera o núcleo de sua narrativa, não somente levando como base os acontecimentos com a protagonista. Episódios secundários com os outros personagens também são relatados com eficiência, causando uma uniformidade no enredo e completando cada ponto, interligando-os com primor.

A interação do leitor com o romance é maravilhoso. Acompanhamos momentos de amor, de descobertas, de mudanças, de imaturidade, de situações difíceis e de paixões que nascem tão logo quanto morrem. Tudo isso se passa em ambientações bem trabalhadas e descritas ao leitor, como por exemplo as cidades do Rio de Janeiro e São Paulo. O autor consegue surpreender em alguns trechos e desfechos ao apresentar não apenas um romance dos mais comuns que se encontram facilmente nas livrarias, mas um aglomerado de romances em um enredo só. Há vestígios de romance social, histórico — em relação direta ao que é sentido quanto à narrativa e ambientação — e até mesmo um pouco do romance psicológico — quando é possível analisar os motivos íntimos das decisões e indecisões do núcleo dos personagens.

''Ágata disse que ela costumava ficar perturbada porque ele parecia nunca ser capaz de arranjar tempo para ela. Estava sempre tão ocupado com os animais ou, com as plantas dele. Mas o tempo que realmente passavam juntos era, de alguma forma, completo.''
Contracapa do livro. Que perfeição!

''Mudanças de um Destino'' pode ser definido como um volume de ideologia socioafetivo e familiar já que defronta vários cernes de experiências. O autor joga em seu campo histórico, peças simples e habituais [os personagens] — que às vezes até se mostram medíocres, insensatos e destruídos, mas ainda sim transmitem e sentem amor —, num jogo do imprevisível [a vida], cheio de encontros e desencontros. Luciano mostra a graça do destino, o mesmo que derruba quem tá no salto alto e retira do fundo do poço quem já se via derrotado. Nesse ponto vemos a semelhança dos fatores amor e vida e um novo embate extraordinário pode ser observado.

''Mudanças de um Destino'' é, sem dúvida, um romance completo, Exibe estilos de vivências, pontos de escape e a velha persistência no amor, mas sem aquela de ''amor perfeito'', em vez disso, sublinha-se o termo substancial. Em meio ao drama encontra-se, claro, a presença de resquícios românticos já conhecidos pelo público amante ou versado do gênero, mas não espere, de maneira alguma, um conto de fadas com figuras tão afáveis. ''Mudanças de um Destino'' é uma obra para os admiradores e amantes da vida e de suas circunstâncias, assim como Ágata, a bondosa e temperamental personagem que não se abala com os embates.

Capa do livro ''Mudanças de um Destino'', autor Luciano Otaciano.



Pode ser fácil enxergar sua boa alma mas prever os seus próximos passos é definitivamente impossível. Ágata tornou-se a personagem feminina mais marcante em minhas leituras do ano. Luciano Otaciano demonstrou muita maturidade e talento no campo literário com este romance. A leitura, apesar da parcela de tensão empregada ao romance, é tranquila. O autor manteve sua objetividade quanto às características pessoais na escrita mas trabalhou muito bem a lapidação do que é apresentado. Soube detalhar fisionomias e psicológicos dos arquétipos que retratou. Com diálogos convidativos e convincentes, o enredo é desafogado, não se prende aos padrões do gênero, e os fatos narrados abrem diferentes esferas de possibilidades. Os capítulos são curtos e a grafia encontra-se bem trabalhada. Não houve momentos de entraves. O romance, num geral, está lotado de temáticas importantes e isso possibilita uma análise extensa sobre a sua estrutura e desenvolvimento. estou muito satisfeito com mais esta leitura.

Em contato com o autor, quando questionado sobre a definição de sua obra, ele diz: ''Acredito que meu livro é sensível, reflexivo e ao mesmo tempo real, ou seja, não é um conto de fadas, apesar de ser um romance. A realidade, às vezes, dói e é dura, porém nunca deixará de ser bela''. 

Parabenizo o autor pelo trabalho bem desenvolvido e, com certeza, o recomendo para os nossos amigos leitores de plantão. A classificação é precisa, cinco estrelinhas com louvor. Dá-se ao grande literato, os méritos devidos por seu talento.

O romance é realmente impressionante

''Era, portanto, sempre um forasteiro, observando e sorrindo pacientemente. Aprendendo a filosofar sobre a vida. Ele nunca achou que a vida seria fácil, sabia que, ou a pessoa se defende ou os outros se aproveitam dela.''



Comente com o Facebook:

8 comentários:


  1. Caro Leonardo estou estupefato com esta sua resenha, escrita com formidável maestria por ti. Simplesmente fabulosa. Usaste de forma brilhante sua eloquência nessa análise. Muito obrigado, e um forte abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luciano, grato por teu elogios. Agradeço pela obra, por esse turbilhão de temáticas expostas nesse enredo magnífico, o que possibilitou um artigo bem elaborado. Adorei a leitura. Parabéns novamente e fico n torcida para que essa obra ainda brilhe nas bancadas das livrarias. Será um sucesso. Vamos atrás disso.

      Abraços.

      Excluir
  2. Gente, quanta grandiosidade!! Fiquei feliz com o que li, e mais feliz ainda em saber que o autor de algo tão completo é meu amigo Luciano. Apesar de saber de sua capacidade fiquei encantada com a resenha, e percebi que de fato preciso desse exemplar em minha estante.

    Os encontros existem por alguma razão apesar de Desconhecermos. Vivemos na busca do encontro com o outro, e às vezes nessa busca nos perdemos e deixamos de viver . Interessante como cada ser humano lida com as suas perdas, ganhos e desilusões , cada um responde a impulsos de acordo as suas vivências, mostrando assim a importância do fator Antropológico na vida de cada um. Pois tratar de uma ciência tão importante para o ser humano , merece os parabéns.
    Diante disso, tal livro abordar tal assunto é de uma extrema riqueza para a literatura nacional. Quanto a apresentação, esta é feito com maestria, nos levando a pontos importante para entender de qual assunto trata. Muito bom poder ler algo tão bem feito e tão bem construído.
    Parabéns aos dois autor e resenhista. Encantada!!

    ResponderExcluir
  3. Obrigado querida Geh, suas palavras são um complemento perfeito da matéria. Fico feliz que o livro tenha lhe conquistado mesmo sem ter ainda chegado até você.

    Grato pelo elogio. é Um prazer sempre te receber por aqui.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Olá, Léo. Como vai? Suas resenhas, como sempre, incríveis! Parabéns a você como resenhista, e parabéns ao Luciano pela obra. O livro parece ser muito, muito bom e interessante. Vai para a minha lista. Um grande abraço a todos!

    ResponderExcluir
  5. Valeu Alan, receber o carinho de vocês é sempre muito importante para a nossa motivação. Procuramos sempre evoluir.

    Recomendo o livro, você vai adorar.

    Abraços!!!

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd